Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão inicia atividades

Coepe

Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão inicia atividades

Primeiro encontro do órgão colegiado contou com a posse dos membros e início da definição das câmaras setoriais.
por Osvaldo Sato publicado: 31/10/2017 08h40 última modificação: 31/10/2017 08h46
Exibir carrossel de imagens Diego Matos Reunião foi realizada na reitoria e transmitida por videoconferência para os campi

Reunião foi realizada na reitoria e transmitida por videoconferência para os campi

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) realizou na manhã dessa segunda-feira, 30, a primeira reunião ordinária do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Coepe). O evento ocorreu na reitoria e foi transmitido aos dez campi da instituição por meio de videoconferência.

Na reunião, foi realizada a posse dos 14 membros eleitos do colegiado, escolhidos por meio de consulta à comunidade, realizada em junho deste ano. São dez professores de diferentes áreas e eixos tecnológicos; dois técnico-administrativos representantes dos pedagogos, psicólogos, técnicos em assuntos educacionais e assistentes sociais; e dois estudantes, um de curso técnico e outro da graduação. O mandato é de dois anos, sendo permitida uma recondução para o período subsequente.

O Coepe é também composto por membros natos, como pró-reitores, diretores de ensino e de outras áreas da instituição, e presidido pelo do pró-reitor de Ensino, Delmir Felipe. Ele destaca que o órgão aumenta a participação social na formulação de documentos importantes para a instituição, como regulamentos, regimentos e projetos pedagógicos de cursos.

"A criação do Coepe é um marco histórico para a instituição. Ele será um instrumento importante de participação social e de suporte e aprimoramento do fluxo de processos junto a outros órgãos colegiados, como o Conselho Superior e o Colégio de Dirigentes", destacou o presidente.

"A criação do Coepe é um marco histórico para a instituição. Ele será um instrumento importante de participação social e de suporte e aprimoramento do fluxo de processos junto a outros órgãos colegiados, como o Conselho Superior e o Colégio de Dirigentes", destacou o presidente.

Câmaras setoriais - O Coepe terá seu funcionamento estruturado em câmaras setoriais de ensino, pesquisa e extensão, de modo a organizar as apreciações ou debates propostos por suas áreas. Na reunião, as câmaras foram instaladas, assim como a definição de seus membros.

"Iniciamos o processo de definição dos membros das câmaras, que deve ser concluído na próxima reunião. A divisão por câmaras de ensino, pesquisa e extensão organiza o trabalho e agiliza a tramitação dos processos", explicou o presidente.

As reuniões ordinárias do Coepe serão realizadas a cada três meses ou, extraordinariamente, quando convocada por seu presidente ou por dois terços de seus membros. Foi definido que os encontros serão realizados às terças-feiras. O próximo está agendado para dezembro, com duas pautas já previstas: a atualização do regimento interno e definição dos nomes para as câmaras setoriais.

Para 2018,  a previsão é que sejam realizadas reuniões em fevereiro, maio, agosto e novembro. As datas específicas serão definidas no início do ano, para que não coincidam com reuniões dos demais órgãos colegiados da instituição.

Conselho - O Coepe é um órgão colegiado especializado de caráter consultivo e normativo. Dentre suas atribuições, está a recomendação de criação, alteração ou extinção de oferta de cursos do IFMS.

Também são atribuições a aprovação de documentos relacionados ao ensino, pesquisa e extensão, como políticas, diretrizes e normas para os cursos presenciais e a distância, projetos pedagógicos de cursos, regulamentos, políticas de avaliação do ensino, pesquisa e extensão e dos cursos do IFMS, além de diretrizes para elaboração de modelos de editais.

Compete ainda ao Conselho a recomendação da aprovação do calendário das atividades de ensino, pesquisa e extensão da instituição.

Todas as decisões sobre matérias serão aprovadas por meio de maioria simples. Depois de aprovadas, todas as recomendações de aprovação são encaminhadas ao Conselho Superior (Cosup) para apreciação e homologação.

Todo o funcionamento, atribuições e normas do Conselho estão especificadas em seu regimento interno, aprovado pela Resolução 072/2016 do Cosup.

Atualmente, o colegiado é composto por 41 membros, sendo 14 escolhidos por consulta interna e 27 membros natos, que ocupam as vagas devido às funções que desempenham na instituição.

São eles: pró-reitores de Ensino, Extensão, Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Desenvolvimento Institucional e de Administração; diretores do Centro de Referência em Tecnologias Educacionais e Educação a Distância (Cread), de Ensino dos campi; de Pesquisa, Extensão e Relações Institucionais do Campus Campo Grande; de Gestão de Moradia Estudantil do Campus Nova Andradina; de Educação Básica; Educação Superior; Gestão Acadêmica; Extensão; Relações Institucionais; Pesquisa; Empreendedorismo e Inovação; e Pós-Graduação.

registrado em: ,